terça-feira, 4 de novembro de 2008

Novas Bandas: Sondafé


A banda Sondafé tem sua origem na formação de uma banda composta por membros da juventude da Igreja Presbiteriana de Brasília que queriam se envolver nos grupos de louvor da igreja. Isso foi há uns oito anos atrás. Alguns jovens, com pouca experiência musical, mas muita vontade de servir a Deus e aos irmãos, se juntaram e formaram um grupo que tocava nos cultos da juventude nos sábados à noite. No início, seus componentes eram jovens que estavam há pouco tempo se aventurando no meio musical, mas, desde o inicio de seus estudos, já demonstravam o talento necessário para se fazer música. O grupo foi crescendo dentro da Igreja Presbiteriana de Brasília e, quando seus componentes perceberam, já estavam envolvidos em todas as atividades musicais da igreja e em várias frentes de trabalho.

Em certo momento, após algumas mudanças na formação do grupo, outras pessoas (que não eram da Igreja Presbiteriana de Brasília) começaram a convidar a banda para participar de certas atividades em outras igrejas, clubinhos bíblicos, impactos evangelísticos, festivais de música e etc. Como a banda passou a ter essa projeção para fora da igreja de origem, foi necessária a escolha de um nome para a banda. Foi escolhido, então, o nome Sondafé. Esse nome tem mais de um significado. A impressão que o nome passa, quando é escutado pela primeira vez, nos remete ao som que é produzido pela fé. O som que vem pela adoração ao Deus verdadeiro. Seu sentido se encaixa dentro do que está escrito em Salmos capítulo 96: “Cantem ao Senhor, bendigam o seu nome; cada dia proclamem a sua salvação! Anunciem a sua glória entre as nações, seus feitos maravilhoso entre todos os povos!”. A segunda impressão que passa quando vemos o nome da banda escrito é causado pela letra “N” no lugar da letra “M” que caracterizaria “som”. Quando forma-se a palavra “sonda”, nos referimos àquele que sonda o nosso interior e sabe dos anseios e desejos de cada um. Portanto, o nome tem significados diversos... e muita gente ainda sugere outros significados. Todas as sugestões são bem-vindas!


O grupo, atualmente possui a seguinte composição: Lara Carrijo – voz, Filipe Moura – sax, Duty (vulgo Lucas Filgueira...) – guitarras e violão, Matheus Inácio – teclados, Pedro Veiga – baixo elétrico e Lucas Inácio – bateria e vocais. O estilo básico da banda é o soul-funk americano. Mas as influências musicais dos componentes do grupo são diversas. Pop, funk, soul, hip-hop, black music, rock, samba, baião, música regional brasileira… muitas influências! Mas essa heterogeneidade de influências acaba criando um som diferente, bastante alegre e muito vivo. Nossas letras são simples, diretas e têm a clara intenção de evangelizar a juventude que gosta do nosso estilo de música.


Não temos a intenção de ser um grupo “americanizado” que pega os modelos criados nos EUA ou na Europa e tenta implantar tais moldes, estranhos ao Brasil, nas igrejas. Não pensamos assim. E menos ainda, negamos nossa brasilidade e tentamos parece estrangeiros. De maneira alguma! Acreditamos que a música permite essa possibilidade de criação e re-criação de estilos musicais que recebem interferências diversas. O que tentamos fazer é sintetizar todas as influências que recebemos no nosso estilo de tocar e cantar. E a nossa intenção maior é servir a Deus com nossos dons e talentos, servindo, também, aos nossos irmãos com a música.


Quem quiser conhecer mais sobre a banda, entre em nosso site: www.bandasondafé.com


Obrigado por essa leitura e, se Deus quiser, nos encontramos no Som do Céu em 2009!


Um abraço,

Pedro Veiga (baixista da banda Sondafé).

Segue agora o trailer do DVD da banda SondaFé, lançado em maio/2007:

3 comentários:

Marcone (moderador) disse...

Muito bacana o vídeo...
Ainda não conhecia o Sondafé, mas acho que vou me amarrar no som que vai rolar por lá!!!
Muito 10!!!

Marcone
Betim/MG

Carlinhos Veiga disse...

Issaí, Pedrão! Issaí, Sondafé! Deus abençoe vocês e o ministério de vocês.

Paulo Louva disse...

Muito bom, gosto muito do estílo, Precisamos disse, ouvir o que a de bom. Paz